Como iniciar no mundo 4x4 com um Jeep

14/06/2021

Não são poucos os que têm vontade de “mergulhar” no universo 4x4, mas não fazem ideia de como iniciar suas aventuras off-roads.

Há ainda os que já possuem veículo próprio para o fora de estrada, porém nunca o colocou na lama ou fez expedições a bordo dele simplesmente por não saber como se inserir no mundo 4x4.

É, portanto, para te estimular a praticar o off-road e te ensinar os primeiros passos para essa diversão incrível que preparamos este artigo, com dicas especiais para iniciantes do fora de estrada.

Ter um carro 4x4

Praticar o off-road e não ter um 4x4 é como querer jogar futebol sem bola.

Ou seja, ter um bom veículo 4x4, bem afinado aos terrenos irregulares e trepidantes, é imprescindível para uma iniciação adequada ao universo off-road.

E qual seria o melhor carro para isso? Sem dúvidas, os 4x4 da Jeep, que entregam desempenho, força e robustez em alto nível e a baixo custo – o menor entre os concorrente.

Opções não faltam na Jeep para você cumprir o primeiro requisito para a iniciação no mundo do fora de estrada: ter um carro 4x4.

Equipar-se para a aventura

Tão fundamental quanto ter um carro para o off-road é equipá-lo com instrumentos que certamente serão úteis durante as expedições.

Portanto, jamais saia para uma aventura no fora de estrada “liso”, sem abastecer o veículo com os instrumentos essenciais para a prática off-road.

Esses instrumentos são os seguintes: cabo para ligação direta (no popular, “chupeta”); pás pequenas; lanterna; luvas; alguma ferramenta que corte galhos, em caso de atolamento (facão, machado); corda para reboque; prancha ou tábua de desatolagem; spray reparador de pneus.

Atolou? Não se desespere, é normal

O 4x4 atolar não é problema – pelo contrário, às vezes é até diversão -, o problema é fazer expedição ou se aventurar em trilhas sozinho, sem uma caravana que, em momentos como esse, te ajudará.

Isso mesmo: é importante contar com ajuda na hora que o seu carro atolar em algum lamaçal. 

Mas atenção para esta dica fundamental: quando as rodas do seu 4x4 começarem a girar em falso, pare de acelerar imediatamente.

Porque, quando a tração com o solo já foi perdida, permanecer com o pé no acelerador só fará com que a roda afunde mais no atoleiro.

Faça, portanto, o seguinte, caso atole: desça do carro e faça um calço para os pneus, a fim de que este suba nessa estrutura e consiga tração para rodar e sair do atoleiro.

O ideal, neste caso, é o uso da prancha, equipamento mais apropriado para essa situação. 

Em caso de ausência deste item, pedras, pedaços de madeira e até os tapetes do carro podem ajudar. Uma pá, para escavar o buraco, também pode ser eficiente. 

Se nenhuma dessas opções resolver, um reboque terá de ser usado. Deve-se ter muita atenção quanto ao local onde será amarrado o cabo ou a corda. Existem lugares próprios para isso.

Saiba usar a tração 4x4

Antes de mais nada, um alerta: esta dica não se aplica aos carros 4x4 que têm tração integral permanente porque o sistema faz o trabalho automaticamente.

Ou seja, no sistema automático, ele próprio identifica os momentos em que o acionamento das rodas traseiras é necessário.

Isso, porém, não acontece nos modelos em que a tração 4x4 depende de um aperto no botão do console ou do engate da alavanca.

Nesses casos, é importante que o motorista identifique previamente o terreno de baixa aderência, como lama, pedras, areia, para acionamento da tração 4x4.

A utilização desse sistema em condições que não exigem tal reforço resulta em consumo extra de combustível, além de desgaste dos componentes.

É importante saber ainda que, para transpor obstáculos específicos que demandem mais força/torque, a tração 4x4 com reduzida deve ser usada.

Ou seja, na hora de rebocar outro veículo, de fazer subidas íngremes ou mesmo de passar por áreas alagadas, o ideal é usar a reduzida, que deve obedecer um limite de velocidade de 40 km/h, em média.

Para ligar e desligar esta função, via de regra, os modelos de 4x4 exigem que o carro esteja completamente parado.

Cuidado com a inclinação lateral

Um erro que alguns iniciantes cometem, ao praticar o fora de estrada sem antes de informar do desafio, é não respeitar os limites do carro em relação à inclinação lateral, o que muitas vezes resulta em tombamento do veículo.

Portanto, atenção: não abuse dos limites de inclinação lateral do seu carro, caso você não o conheça suficientemente.

Todo carro possui um ângulo máximo de inclinação, o qual está descrito no manual do proprietário. 

Caso este ângulo seja desrespeitado, o risco de o veículo tombar é alto.

Uma dica boa, para caso você ache que a inclinação está próxima do limite, é direcionar as rodas para baixo e acelerar, a fim de recolocar o veículo na posição normal.

No mais, não se arrisque, caso não se sinta seguro. Até a experiência te ensinar a sair de situações como esta, renda-se ao pedido de ajuda de colegas mais experimentados no off road.

Compre hoje mesmo o seu Jeep. Visite a Saga Jeep e escolha o 4x4 que mais te agrada.